04/01/2022

Manutenção preventiva: Entenda a importância para o seu veículo

Para que um veículo funcione em máxima performance, é preciso que o condutor tome uma série de precauções. Uma delas é a manutenção preventiva.

 

Esse é o nome dado à uma verificação de peças do veículo que é feita periodicamente, para antecipar ou evitar que problemas surjam quando o carro, a moto ou o caminhão estiver em funcionamento.

 

E para entender a importância da manutenção preventiva para o seu veículo, e ainda conhecer quais os itens que precisam estar nessa verificação, preparamos este artigo completo. Confira!

 

O que verificar em uma manutenção?

 

Se o veículo não está apresentando nenhum problema, o que os mecânicos vão verificar em uma manutenção preventiva?

 

Por mais que essa pareça ser uma dúvida simples, é algo que muitos condutores ainda pensam antes de levar o veículo para a manutenção.

 

Como se trata de uma ação preventiva, é importante ter em mente que alguns itens são verificados para analisar se ainda possuem boas condições de uso.

 

Outra informação importante é que cada fabricante elenca os itens verificáveis em manutenções preventivas no manual do proprietário.

 

Entretanto, existem algumas peças que devem ser sempre checadas. Listamos as 5 principais abaixo, para te ajudar no “checklist”:

 

Pneus

 

Os pneus são peças essenciais de um veículo, desde seu funcionamento até o melhor rendimento do motor.

 

Por isso, é fundamental que sejam verificados em uma manutenção preventiva. Além da visualização de desgaste, é importante cuidar da calibragem e, se preciso, realizar um rodízio.

 

Você pode contar com empresas especializadas em pneus para fazer essa verificação. Na GF Pneus, por exemplo, existem técnicos capacitados para analisar a qualidade dos pneus em uso e dar orientações sobre possíveis trocas.

 

Óleo de motor

 

O óleo de motor é um item muito importante para o funcionamento do motor. Um nível abaixo do necessário, pode provocar falhas mecânicas e, consequentemente, muitos prejuízos.

 

Na manutenção preventiva, é analisada não só o nível do óleo, mas também sua qualidade e se já está no momento de realizar a troca.

 

Filtros

Outro item que faz parte da manutenção preventiva do veículo é o filtro – de ar, combustível e de óleo.

 

Os filtros permitem que diferentes peças do motor funcionem sem riscos de contato com pequenos resíduos. Isso faz com que a máquina opere da melhor forma possível.

 

E como toda peça que se desgasta, também é importante fazer sua troca periódica.

 

Suspensão

 

A suspensão de um veículo costuma sofrer desgaste com o passar do tempo. Afinal, esse componente está sempre em operação e passa por diferentes cenários.

 

Verificar a suspensão em uma manutenção preventiva permite identificar antecipadamente uma falha, para que o condutor faça uma troca e tenha mais conforto e segurança na direção.

 

Velas de ignição

 

Por fim, as velas de ignição não devem ficar de fora de uma manutenção preventiva. São elas as responsáveis pela combustão inicial que leva o motor a funcionar.

 

E é justamente por isso que as velas passam por um desgaste natural. Em alguns casos, é preciso trocá-las a cada 10 ou 15 mil quilômetros.

 

Saiba que a troca de velas diminui as chances de falhas no motor, sendo importantes até mesmo para um consumo de combustível equilibrado.

 

Por que fazer a manutenção preventiva?

 

Como a manutenção preventiva é feita antes de o veículo apresentar qualquer falha grave, seguindo um cronograma pré-definido, muitos condutores pensam que essa verificação não é necessária.

 

Se esse for o seu caso, entenda a importância para o seu veículo em três benefícios desse tipo de manutenção:

 

O primeiro é a segurança. Quando não existe uma manutenção preventiva, você não tem como saber sobre a qualidade das peças em operação. Dessa forma, as chances de falhas mecânicas aumentam, colocando sua segurança em risco.

 

A economia é o segundo benefício. Com as peças em dia, seu veículo apresenta o maior rendimento possível. E como há menores probabilidades de problemas mecânicos, prejuízos com manutenções grandiosas também são raros.

 

E há ainda a valorização do veículo a longo prazo. Muitas vezes, ao vender seu carro, a comprovação de manutenções preventivas periódicas faze com que o seu veículo tenha um valor maior no mercado.

 

Quando levar o veículo para a manutenção preventiva?

 

Cada veículo possui um prazo estabelecido pela fabricante para que as manutenções sejam realizadas.

 

Quem compra um veículo zero quilômetros, normalmente recebe da revenda uma espécie de guia com as datas das próximas manutenções, que costuma ser feita em uma empresa autorizada para continuar no prazo de garantia.

 

Agora, se você comprou um carro usado, pode conferir quando levar o veículo para a manutenção preventiva no manual do proprietário. Assim, basta conferir o manual para entender a data ideal para o seu veículo.

 

Dessa forma, ao seguir a orientação de quem fabricou um veículo, você garante que vai manter o funcionamento da máquina em dia, com o máximo de economia e performance!